I made this widget at MyFlashFetish.com.

sábado, 21 de maio de 2011

Vendem-se conselhos


Vendem-se conselhos
          Todos conhecem o famoso dito que diz: "Se conselho fosse bom, não se dava, se vendia". Mas se pudéssemos imaginar outra realidade, os conselhos seriam muito bem recebidos e valorizados e muitos receberiam verdadeiras fortunas ao vendê-los, seriam pessoas prósperas vendo seus conselhos aplicados e alcançando sucesso.
          Quando penso nisso, lembro dos conselhos de meu pai, e por força do hábito lembro com bastante presença de dois e sempre os comento: Quando era pequena, em fase escolar e precisávamos nos relacionar na escola, ele me dizia que na escola seríamos amigos de todos, sem distinção, eram colegas e que para dentro de casa eu deveria levar amigos. Quando você é criança, a mente procura um significado para essas palavras, mas só o tempo lhe mostra o verdadeiro significado. Outro conselho que me lembro bem, agora já sou uma moça, sendo escolhida para estágios escolares, e nesse dia, estava bem perdida. Quis o destino que eu fosse estagiar no mesmo órgão que ele trabalhava. Não, ele não tinha nada a ver com isso, foram escolhidos apenas dois alunos da escola por causa das boas notas, e lá estava eu, rs. Entrei e observei tudo, eu iria trabalhar no andar térreo e senti uma pontada de insegurança ao observar as máquinas de datilografia elétrica e os terminais de computador, na hora da saída, o encontrei e lhe falei do meu temor. Ele não titubeou e me falou: Minha filha observe como os outros fazem, onde ligam os instrumentos e não diga que não sabe fazer, na primeira oportunidade, depois de observar tente fazer igual. Da forma que ele falava, parecia tão fácil! E era, o medo é que me cegava.
           Com tudo isso fica pensando que se ouvíssemos os conselhos dos nossos pais, amigos, assessores e profissionais qualificados, não erraríamos tanto. Seria possível evitar-mos guerras, seríamos um povo mais desenvolvido, não daríamos ouvidos aos gananciosos que estão prontos a lucrar com nossa insegurança. Será que nossa vida seria mais fácil, vivida de forma mais responsável? Se aprendêssemos a ouvir mais, os conselhos seriam valorizados, e seriam gratuitos como sempre foram.
           Será que seríamos diferentes? Deixaríamos de ser imediatistas? Aproveitaríamos a experiência de nossos velhos e aprenderíamos com seus conselhos? Vejo nossos idosos largados e isolados e seus conhecimentos se perdendo no tempo, levados como poeira. Quando vamos parar e escutá-los? Imaginem as infinitas possibilidades e saberíamos que o velho ditado, tem sentido em nosso presente, que merece ser ouvido e quem sabe façamos uma mudança audaciosa.
           "Se conselho não fosse bom, eu não estaria aqui, me sentindo realizada!" E você? Gostaria de comprar um conselho?


Betânia Uchôa

3 comentários:

Reviragita Poesia disse...

Betânia,
- se conselho não fosse bom...

Bela investida!
Bj.
Ci

Reviragita Poesia disse...

Vou deixar um de meus escritos
pra você - Deixe um seu pra mim
em meu blog também.
Com carinho,
Cecília Fidelli.

Está tudo bem?

Não sair do ritmo no dia-a-dia.
Isso, não precisa nem falar.
Nas cenas de nossas vidas,
um sol causticante
ou uma dança na chuva.
Seca, molha.
A gente se joga.
A vida às vezes, é um clássico.
E não sabemos o que sobra
ou o que resta.
Sobram ilusões,
restam sonhos.
Entretanto tudo se perde.
Tudo se esquece.
Becos sem saídas,
topos de montanhas.
Movimentos.
Dribles.
Constantes transformações.
Procura grande pelas chances.
Eu quero ser.
Eu quero ter.
Eu quero viver.
Eu quero ver...
No ritmo.
Bonito, sofrido.
Podemos nos chamar de gente.
Que faz sentir, que sente.

Cecília Fidelli.

disse...

Realmente... Se conselho fosse bom, eu vendia! e não dava!!!
O seu texto é ótimo.