I made this widget at MyFlashFetish.com.

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Loba







Loba

Se me vejo loba em meio a tantas feras

Em silencioso bando, na mata florida,
Parece que aconteceu em outras eras,
De um tempo em que brigava pela vida...

Foi um período, uma vida dolorida,

Que se renovava nas doces primaveras,
Que modificavam as paisagens severas,
Um ontem buscado na mente esquecida!

Meu olhar de loba, passeia pensativa,

E todos notam minha envergadura altiva,
O brilho de minhas presas de puro marfim...

E sendo loba, eu brinco, corro, sou calma,

Ninguém vê o que vai dentro da alma!
Ninguém vê a fera, que existe em mim!

( Betânia Uchôa )


 

3 comentários:

Lenara Uchôa disse...

Lendo seus poemas consigo entrar nas linhas que você escreve, consigo ver com meus olhos as cenas que escritas em seus versos. É por isso que seus textos nos levam para viajar na literatura. Parabéns!

Rosa^ngela martins de oliveira da silva disse...

poetisa Betania!
parabens!
lindas poesias!
amei teuus blogs!
voce ja brilha no mundo da poesia.
sucesso amiga!
beijos

Anônimo disse...

QUERIDA POETISA BETÂNIA: OBRIGADA PELO CONVITE. VIM AQUI E VOLTAREI SEMPRE PARA ME ENCANTAR COM TÃO MARAVILHOSAS INSPIRAÇÕES. SABE QUE JÁ SOU FÃ ANTIGA NÃO É? BEIJOS, ARETHUZA VIANA